Logo Flori Odontologia
EQUIPAMENTOS

Tratamento de Canal com Microscópio

Tecnologia

Microscópio Odontológico

Na Flori Odontologia estamos em constante renovação. Contamos com um Microscópio Odontológico que auxilia em tratamentos estéticos e também fornece maior segurança no tratamento de canal.

Qualidade e Segurança

Além dos benefícios diagnósticos, o Tratamento de Canal com Microscópio é uma ferramenta indispensável em procedimentos delicados, como endodontia e cirurgias periodontais.

Ele permite que nossos especialistas trabalhem com uma precisão sem precedentes, minimizando danos aos tecidos saudáveis e promovendo uma recuperação mais rápida.

Canal com Microscópio

Dúvidas Frequentes

O tratamento de canal com microscópio é uma técnica avançada que utiliza um microscópio operatório para aumentar a visão do dentista durante o procedimento. Isso permite uma maior precisão e segurança na localização, instrumentação e obturação dos canais radiculares.

  • Maior precisão: O microscópio permite ao dentista visualizar detalhes minúsculos dos canais radiculares, o que aumenta a precisão da limpeza e obturação.
  • Maior segurança: A maior precisão do procedimento diminui o risco de erros e complicações, como perfuração da raiz ou fratura do dente.
  • Maior taxa de sucesso: O tratamento de canal com microscópio tem uma taxa de sucesso significativamente maior do que o tratamento tradicional.
  • Procedimento mais conservador: O microscópio permite ao dentista preservar mais estrutura dental saudável durante o procedimento.
  • Maior conforto para o paciente: O procedimento geralmente é mais rápido e menos doloroso do que o tratamento tradicional.
  • Custo mais elevado: Normalmente é mais caro do que o tratamento tradicional.
  • Tempo de procedimento mais longo: O uso do microscópio pode aumentar o tempo do procedimento.
  • Exige um treinamento específico: Nem todos os dentistas são qualificados para realizá-lo.
Utiliza-se o Microscópio para:
  • Canais radiculares complexos: Canais curvos, estreitos ou calcificados são mais difíceis de tratar com o método tradicional e podem se beneficiar do uso do microscópio.
  • Retratamento de canal: Em casos de retratamento de canal, o microscópio pode ajudar a identificar e remover o material obturador antigo e limpar os canais radiculares de forma mais eficaz.
  • Dentes com fraturas: O microscópio pode ajudar a identificar e reparar fraturas dentárias que podem comprometer o sucesso do tratamento de canal.
  • Dentes com necessidades estéticas: Em dentes que serão restaurados com coroas ou facetas, o tratamento de canal com microscópio pode ajudar a preservar mais estrutura dental e garantir um resultado estético superior.

O tratamento é realizado em etapas semelhantes ao tratamento tradicional, mas com o uso do microscópio operatório. As etapas incluem:

  • Anestesia local: O dentista aplica anestesia local para garantir o conforto do paciente durante o procedimento.
  • Isolamento do dente: O dente é isolado com um dique de borracha para evitar a contaminação por saliva.
  • Acesso aos canais radiculares: O dentista realiza um acesso aos canais radiculares utilizando brocas odontológicas.
  • Localização e instrumentação dos canais radiculares: O microscópio é utilizado para localizar e limpar os canais radiculares com maior precisão.
  • Obturação dos canais radiculares: Os canais radiculares são obturados com um material biocompatível para preenchê-los e prevenir a reinfecção.
  • Restauração final: O dente é restaurado com uma coroa, uma restauração ou outro tipo de procedimento restaurador.
Os riscos são semelhantes aos do tratamento tradicional, e incluem:
  • Infecção: A infecção é um risco em qualquer tratamento de canal, mas é minimizada com o uso do microscópio.
  • Dor: O paciente pode sentir dor durante o procedimento, mas a anestesia local ajuda a controlar o desconforto.
  • Reação alérgica à anestesia: É possível que o paciente tenha uma reação alérgica à anestesia local.
  • Fratura do dente: A fratura do dente é um risco em qualquer tratamento de canal, mas é menos provável com o uso do microscópio.

O tempo do tratamento varia de acordo com a complexidade do caso. Em geral, o procedimento dura um pouco mais do que o tratamento tradicional, devido ao uso do microscópio.