Logo Flori Odontologia
Fique por dentro

Dentista especialista em canal, como funciona o tratamento

Navegue pelo Conteúdo

Procura por um Dentista especialista em canal?

Quando um Endodontista sugere um tratamento de canal, é comum que o paciente fique com medo e cheio de perguntas. Dessa forma, sempre procure por um Dentista especialista em canal.

Isso acontece principalmente porque muita gente associa esse procedimento a dor e desconforto. São ideias que muita gente tem, mas a verdade é que o tratamento de canal é a única maneira de salvar um dente.

Quando feito por um dentista especialista em canal dentário, o tratamento de canal é a melhor opção para cuidar do dente. Atualmente, graças aos avanços na odontologia e ao uso de equipamentos como microscópios para fazer o tratamento, o foco está em fazer o paciente se sentir o mais confortável possível.

Para mostrar que o tratamento de canal não é tão ruim quanto se pensa, vamos responder a algumas perguntas comuns sobre o assunto.

Tratamento de Canal
Tratamento de Canal na Flori Odontologia

O que é o canal dentário e como ele é tratado pelo Dentista Especialista em Canal?

O canal dentário é a parte interna do dente que contém a polpa dentária. O tecido nervoso, vasos sanguíneos e células vivas que compõem a polpa desempenham assim um papel fundamental no desenvolvimento do dente.

O Dentista Especialista realiza  tratamento de canal quando a polpa dentária está inflamada ou infectada devido a cáries profundas, fraturas dentárias, trauma ou outras condições.

Principais etapas do Tratamento de canal

  1. Coleta de informações e exames para avaliar as condições gerais do Dente, a fim de verificar se há necrose ou algum processo de calcificação;
  2. Identificação das condições gerais do dente. Se estiver muito infeccionado, pode ser necessária mais de uma sessão;
  3. Procedimento de anestesia com a utilização complementar de um anestésico tópico;
  4. Abertura do dente para acesso ao canal;
  5. Colocação do grampo e do isolamento absoluto;
  6. Aplicação de medicamentos para limpeza do dente;
  7. Raspagem da matéria infeccionada;
  8. Coloca-se um curativo com medicação adicional;
  9. Obturação do canal com cimento endodôntico;
  10. Sessões de raio-x para avaliação do procedimento;
  11. Restauração final
  12. O Paciente retorna para avaliação

O objetivo do tratamento de canal é salvar o dente e aliviar a dor ou desconforto associados à infecção ou inflamação da polpa.

Quando realizado por um dentista experiente, o tratamento de canal é, dessa forma, uma opção eficaz para preservar os dentes naturais e manter a saúde bucal do paciente.

Quanto tempo dura o tratamento de canal?

Tratamento de canal em uma única sessão: Em casos mais simples, um dentista especialista pode concluir um tratamento de canal em uma única sessão, geralmente com duração de 30 minutos a uma hora e meia.

Tratamento de canal em múltiplas sessões: Em casos mais complexos, como dentes com múltiplos canais ou infecções graves, o tratamento de canal pode exigir várias sessões.

Normalmente 2 sessões são suficientes, sendo assim necessário o acompanhamento para evitar um agravamento do caso. Além disso, em alguns casos, pode ser necessário esperar um curto período entre as sessões para garantir que a infecção esteja completamente controlada antes de finalizar o procedimento.

É possível fazer canal em um dia?

Sim, casos mais simples podem ser tratados em somente 1 dia.

O que acontece com o dente depois de um canal? Preciso procurar um dentista especialista em canal?

Um dente tratado com canal pode permanecer funcional e livre de infecções quando cuidado adequadamente.

Após a recuperação, o dente tratado deve ser estável e funcional, permitindo assim que você mastigue alimentos normalmente. O dente passa por algumas mudanças e requer cuidados especiais para garantir sua saúde bem como a funcionalidade a longo prazo.

Você provavelmente precisará de radiografias de acompanhamento para garantir que o dente esteja se recuperando adequadamente. Dessa forma, em muitos casos, especialmente se o dente tratado tem uma grande perda de estrutura devido à cárie ou fratura, ele pode precisar de uma restauração adicional que deverá ser conduzida pelo Dentista Especialista em Canal.

Uma coroa dentária é frequentemente recomendada para proteger o dente, restaurando assim sua forma e função, e evitando rachaduras.

Devido à remoção da polpa, o dente tratado com canal perde sua sensibilidade à dor e a estímulos quentes e frios. Isso é normal e não afeta a funcionalidade do dente.

O tratamento de canal deixa o dente mais frágil?

Sim, é verdade que o tratamento de canal pode enfraquecer o dente em comparação com um dente saudável. Isso ocorre porque o procedimento envolve a remoção da polpa dentária, que é a parte vital do dente, e a subsequente limpeza e preenchimento do espaço vazio com materiais de restauração.

Algumas maneiras pelas quais o tratamento de canal pode afetar a resistência do dente incluem:

Perda de vitalidade: A remoção da polpa significa que o dente perde sua capacidade de sentir dor e responder a estímulos. Isso pode tornar o dente menos sensível às infecções, mas também pode dificultar a detecção precoce de problemas futuros.

Ressecamento: A polpa removida naturalmente mantinha o dente hidratado. Após o tratamento de canal, o dente pode ficar mais frágil e propenso a rachaduras ou quebras, já que perde parte de sua umidade natural.

Possível escurecimento: Alguns dentes tratados com canal podem escurecer com o tempo devido à alteração na circulação sanguínea e à presença de materiais de restauração no interior do dente. Isso pode afetar a estética do sorriso. Embora o tratamento de canal possa enfraquecer o dente, as restaurações apropriadas, como coroas, são frequentemente usadas para proteger o dente e restaurar sua função normal.

O que é melhor extrair o dente ou fazer canal?

A extração e posterior implante são mais invasivos. Se houver uma chance de salvar o dente, procure por um dentista especialista em canal para avaliar a melhor opção.

Se o dente estiver muito danificado e não puder ser restaurado com um tratamento de canal ou outras técnicas, a extração é o procedimento mais indicado.

O que acontece se não fizer o tratamento com um Dentista Especialista em Canal?

Dor intensa: A infecção ou inflamação da polpa dentária pode causar dor severa.

Infecção disseminada: A infecção no dente pode se espalhar para os tecidos circundantes, como a gengiva e o osso, levando assim a uma infecção mais generalizada na boca. Isso pode resultar em abscessos dentários, inchaço, febre e mal-estar geral.

Perda do dente: Se a infecção não for tratada, pode causar danos irreparáveis ao dente e ao osso circundante.

Complicações sistêmicas: Em casos graves e raros, as infecções dentárias não tratadas podem se espalhar para outras partes do corpo, causando complicações sistêmicas potencialmente perigosas que somente um dentista especialista em canal poderá tratar.

Custos adicionais: A perda de um dente pode exigir procedimentos adicionais, como implantes dentários ou próteses, que normalmente são mais caros do que um tratamento de canal.

Quais as consequências de um canal mal feito?

Dor ou Incômodo: Em uma situação normal, em até 15 dias o paciente pode retornar à mastigação normal. Se as dores continuarem, provavelmente é um indicativo que o tratamento não foi realizado de forma adequada ou necessita de um acompanhamento.

Fonte da Infecção não é eliminada: Normalmente ocorre quando a aplicação dos medicamentos é realizada de forma incorreta. Todavia, se as dores persistirem, existe uma grande chance de necessidade de um retratamento de canal.

Custos adicionais com o retratamento do canal.

Cirurgia de Apicectomia: Em casos mais críticos será necessária a cirurgia de Apicectomia para remoção da ponta da raiz que ainda estiver contaminada.

Perda do dente: Se houver a fratura da raiz, será necessária a extração do dente.

Em todas estas situações procure por um Dentista Especialista em Canal Dentário.

Como fazer um tratamento de canal com segurança e qualidade?

Além da busca por um dentista especialista em canal com experiência e especialização na área, seguem alguns fatores adicionais que contribuem para a qualidade e segurança do procedimento:

  1. Radiografia digital: Utilize radiografias digitais para uma avaliação precisa da anatomia do dente e da extensão da infecção.
  2. Isolamento absoluto: Use um campo operatório isolado com borracha de isolamento para manter assim o dente livre de saliva e bactérias durante o procedimento.
  3. Microscópio: Fundamental para auxiliar o Dentista na identificação dos canais e remoção da polpa.
  4. Instrumentação endodôntica: Utilização de limas e brocas endodônticas de qualidade.
  5. Irrigação adequada: Realize irrigação constante com solução antibacteriana para limpar os canais e remover detritos.
  6. Monitoramento por radiografia: Tire radiografias de controle para verificar a qualidade da obturação e dessa forma garantir que não haja vazamentos.
  7. Esterilização rigorosa: Todos os instrumentos devem ser esterilizados e o ambiente deve ser mantido limpo e estéril.
Dentista especialista em canal
Equipamentos Tratamento de Canal na Flori Odontologia

Quais os equipamentos utilizados pelo Dentista Especialista em Canal?

Brocas de alta velocidade: Utilizadas para remover a parte superior do dente. Com o intuito de promover um maior conforto, na Flori Odontologia dispomos de um motor elétrico que promove uma maior potência, baixo ruído e melhor precisão.

Limas endodônticas: São instrumentos finos e flexíveis usados para remover a polpa infectada ou danificada, bem como para moldar e limpar o canal radicular.

Localizadores apicais: Dispositivos eletrônicos que ajudam a determinar a profundidade do canal radicular.

Seringas de irrigação: Utilizada para irrigar os canais radiculares com solução antibacteriana, removendo assim detritos e microrganismos.

Obturadores de guta-percha: A guta-percha é um material flexível usado para preencher os canais radiculares após a remoção da polpa. Dessa forma, os obturadores ajudam a compactar e selar o material.

Cimentos endodônticos: Utilizado para fixar a guta-percha no canal de tal forma que ocorra um selamento hermético.

Radiografia digital: Utilizadas para visualizar a anatomia interna do dente, com o intuito de guiar o tratamento e verificar a qualidade da obturação.

Borrachas de isolamento: Utiliza-se para isolar o dente, a fim de manter o ambiente seco e livre de contaminação.

Brocas de baixa velocidade: Utilizadas para abrir os canais radiculares de tal forma que a perfuração seja precisa.

Sistema de aspiração: Para manter a boca do paciente seca e dessa forma livre de saliva durante o procedimento.

Microscópio: Um microscópio especializado que permite uma visualização ampliada e detalhada do interior do dente, facilitando assim a realização do procedimento.

Lupas cirúrgicas: Lupas de aumento utilizadas para auxiliar na visualização auxiliando assim em uma execução precisa do tratamento.

Entendendo os Benefícios de Visitas Regulares a um Endodontista

Visitas regulares a um endodontista para tratamento de canal bem como a manutenção da higiene bucal oferecem inúmeros benefícios que trazem tanto para sua saúde dental quanto para o bem-estar geral. Aqui está uma explicação das principais vantagens:

1. Prevenção de Cárie Dentária e Doenças: Um endodontista é especializado no tratamento das estruturas internas do dente, lidando principalmente com problemas como canais radiculares. Check-ups regulares podem prevenir infecções graves na polpa do dente, que podem levar a problemas de saúde mais importantes se não tratados.

2. Salvando Dentes Naturais: Visitar um endodontista pode ajudar a salvar seus dentes naturais ao tratar cáries ou doenças antes que seja necessário a remoção do dente. Preservar seu dente natural pode evitar a necessidade de procedimentos cirúrgicos mais invasivos, como implantes ou pontes.

3. Melhorando a Saúde Bucal e Geral: Infecções que começam nos dentes ou nas gengivas podem se espalhar para outras partes do corpo. Tratamentos regulares com um endodontista podem reduzir o risco de complicações de saúde adicionais associadas à saúde bucal, como doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais e diabetes.

4. Melhoria no Conforto e Autoestima: Lidar com a dor de dente pode ser angustiante e debilitante. Uma intervenção oportuna de um endodontista não só alivia a dor, mas também ajuda a melhorar a função dos seus dentes. Além disso, manter um sorriso saudável e esteticamente agradável aumenta a autoconfiança e a saúde mental.

5. Cuidado Abrangente com a Higiene Dental: Os endodontistas também orientam os pacientes na manutenção de uma higiene dental ótima, dando conselhos sobre rotinas diárias de cuidado que previnem problemas futuros. Isso muitas vezes inclui recomendações sobre escovação, uso de fio dental e de produtos específicos específicos que apoiam a saúde dos dentes.

Porque é crucial receber cuidados dentários adequados e em tempo hábil para evitar complicações graves como a perda de dentes?

Manter uma rotina de cuidados diários adequados e oportunos é crucial para preservar a saúde bucal e evitar complicações graves. Negligenciar a higiene bucal ou adiar tratamentos prematuros pode levar a problemas de saúde importantes. Por exemplo, problemas dentários não tratados podem evoluir para infecções, doenças gengivais e, finalmente, perda de dentes. Perder um dente não causa apenas desconforto físico, mas também pode impactar gravemente a autoestima e a qualidade de vida de uma pessoa. Portanto, consultas dentárias regulares e cuidados adequados são essenciais para prevenir resultados e garantir a saúde dental a longo prazo.

Como escolher um endodontista?

Selecionar o endodontista certo pode parecer assustador, mas com a estratégia correta, você pode encontrar um profissional qualificado que atenda às suas necessidades. Aqui está um guia claro e estruturado para ajudá-lo a tomar uma decisão informada.

1. Busque Referências

Comece pedindo recomendações. Você pode consultar seu dentista regularmente, que pode ter conexões valiosas com endodontistas conceituados em sua área. Além disso, amigos e familiares que passaram por procedimentos semelhantes podem oferecer percepções pessoais e sugestões.

2. Faça Pesquisas Online

A internet é uma ferramenta inestimável para encontrar profissionais variados. Procure endodontistas em sua área e visite seus sites. Leia avaliações e depoimentos para avaliar as experiências de pacientes anteriores. Isso pode dar uma ideia da qualidade do atendimento prestado.

3. Analisar como Credenciais Profissionais

Verifique as qualificações do endodontista. É crucial garantir que eles sejam certificados e recebam treinamento especializado em endodontia. Verifique o histórico educacional deles bem como qualquer educação continuada que tenha buscado para se atualizar com as novidades na área odontológica.

4. Avalie o Ambiente da Clínica

Antes de tomar uma decisão final, visite uma clínica Odontológica. Observe a limpeza e organização do espaço da Clínica Odontológica e certifique-se que utilizam-se equipamentos modernos bem como seguem os protocolos rigorosos de esterilização. Esta visita também pode permitir que você avalie o comportamento e o profissionalismo da equipe.

5. Interação Pessoal

Marque uma consulta com o endodontista. Esse encontro é vital para entender a abordagem deles ao tratamento bem como discutir suas necessidades dentárias específicas. É também uma oportunidade para fazer quaisquer perguntas que você possa ter sobre o procedimento ou sobre a prática deles.

Seguindo esses passos, você pode escolher com confiança um endodontista que seja adequado para você, garantindo assim que seu tratamento prematuro seja realizado por um profissional competente e confiável.

O tratamento de canal é um problema grave?

É um equívoco comum pensar que o tratamento de canal por si só é uma questão grave. No entanto, essa opinião está longe de ser verdadeira. Na verdade, o procedimento é uma solução dentária eficaz e não é um problema. Quando um dente está em risco de ser perdido devido a cárie, dano ou doença, geralmente recomenda-se o tratamento de canal para salvar e preservar assim o dente.

O que o tratamento de canal envolve?

A terapia de canal envolve a remoção da polpa infectada ou inflamada dentro do dente, limpeza e desinfecção dos canais internos, e então o preenchimento e selamento dos mesmos. Esse processo alivia a dor bem como impede a propagação da infecção para outras partes da boca. Ao tratar esses problemas, a terapia de canal restaura a funcionalidade e a saúde de um dente que, de outra forma, poderia precisar ser extraída.

Os benefícios

  • Alívio da Dor: Ele alivia eficazmente a dor associada a infecções dentárias e cáries.
  • Previne a Perda de Dentes: Ajuda a salvar um dente que poderia ser perdido sem intervenção.
  • Mantém a Saúde Oral: Ao prevenir a propagação da infecção, contribui para a saúde geral da sua boca.

Concluindo, o tratamento de canal não é um problema grave, mas sim um procedimento eficaz e benéfico para salvar dentes e manter a saúde bucal. É uma parte essencial do cuidado odontológico que previne problemas de saúde mais graves e preserva seu sorriso natural.

Um dente tratado pode sofrer problemas novamente?

Sim, mesmo após o tratamento, um dente pode realmente apresentar problemas novamente. Isso pode ocorrer por várias razões, incluindo:

  • Tratamento Inicial Inadequado : Se o tratamento de canal ou outro procedimento odontológico não for realizado corretamente, a probabilidade de problemas surgirem mais tarde aumenta.
  • Trauma Subsequente : Qualquer trauma que impacte o dente após o tratamento pode comprometer sua estrutura e integridade, causando assim problemas potenciais.
  • Má Higiene Dental : Negligenciar a higiene bucal adequada após o tratamento pode fazer com que o dente se deteriore ou se reinfecte, necessitando assim de mais cirurgias dentárias.

É crucial seguir todas as instruções de cuidados pós-tratamento e manter consultas odontológicas regulares para minimizar as chances de problemas recorrentes.

O Tratamento de Canal Causa Dor?

Se só de pensar em fazer um tratamento de canal você já sente calafrios, saiba que não está sozinho. Muitas pessoas têm esse procedimento odontológico, acreditando ser doloroso. No entanto, a realidade pode surpreendê-lo.

Práticas Dentárias Modernas Minimizam o Desconforto

Primeiramente, é importante entender que, com os avanços da tecnologia odontológica e da anestesia, um tratamento de canal geralmente não é doloroso. Os dentistas agora têm ferramentas e métodos melhores de disposição para garantir assim que o procedimento seja o mais confortável possível.

O que Esperar Durante o Procedimento

  1. Anestesia : Para começar, seu dentista usará um anestésico local para anestesiar a área ao redor do dente infectado, garantindo basicamente que você não sinta dor durante a cirurgia.
  2. Técnicas Avançadas : Os dentistas utilizam equipamentos especializados para limpar a polpa infectada de forma mais eficiente e preencher o espaço depois, o que minimiza o desconforto.
  3. Cuidados pós-processamento : Após o procedimento, seu dentista pode recomendar analgésicos de venda livres para gerenciar qualquer nível de desconforto ou dor, que geralmente desaparece dentro de alguns dias.

Escolhendo o Prestador de Cuidados Dentários Correto

Escolher um dentista especializado e experiente pode fazer uma grande diferença. Clínicas Odontológicas Especializadas em endodontia ou com experiência em tratamentos dentários sem dor devem constar na sua lista. Esses profissionais conhecem bem as nuances da terapia de canal e estão preparados para lidar com qualquer preocupação que possa surgir durante o procedimento.

Mais Matérias

Compartilhe

Confira nossas especialidades

5 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *